quarta-feira, 14 de maio de 2008

Autobiografia


O Demokrata lançou-me o amável desafio de, em poucas palavras e com uma imagem, escrever uma autobiografia.

Como ele recorreu a um poema, vou aproveitar a deixa:
«Se depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia,
Não há nada mais simples.
Tem só duas datas - a da minha nascença e a da minha morte.
Entre uma e outra todos os dias são meus.» (Fernando Pessoa/Alberto Caeiro)
Lanço este desafio aos seguintes colegas da blogosfera:

2 comentários:

Demokrata disse...

Caro PR,

Muito agradecido por ter aceite o meu convite e de forma tão rápida.

Um abraço.

Maria Marques disse...

Ah, este desafio é difícil... mas curioso. Vamos ver como me saio...