terça-feira, 20 de maio de 2008

Afinal há propostas

Para os que acusam Manuela Ferreira Leite de usar a mera seriedade como imagem política, estão aqui algumas propostas lançadas pela candidata à liderança do PSD.

Concordo com todas elas, sobretudo com as que pretendem dividir as áreas da Saúde e Educação com os privados. Já é tempo de os governantes reconhecerem que, em muitos casos, o Estado presta serviços bem piores do que os privados.

No entanto, para que os privados possam entrar nestas áreas, e servir um universo razoável da população é, ironicamente, preciso que o Estado ajude as pessoas a ter dinheiro para usufruirem das actividades oferecidas pelos privados.

No fundo, tudo se baseia na cooperação entre Estado e privados. Se remarem ambos para o mesmo lado, terão muito a ganhar. Os privados ganharão clientes, o Estado reduzirá despesas.

2 comentários:

Núncio disse...

Precisa de várias conferências de imprensa, de muitos conteúdos programáticos, de intermináveis listas de projectos quem pouco ou nada mostrou e de quem pouco se sabe da ideologia, da praxis política e da mundividência.
Ora, há pessoas cuja vida fala por elas. Quem desempenhou cargos públicos e políticos, quem escreveu, quem agiu pouco precisa de enunciar, sobretudo se o carácter e o perfil forem garante bastante de prossecução do interesse público.

Anónimo disse...

o Ministéripo da Defesa consome 2,1% do PIB. Urgente reduzir para 1,8 ou menos.
Os Profs. e outros FP ainda ganham cerca de 10% acima daquilo que o país pode pagar. Urgente proceder a essa correcção, mesmo faseada.
O Mar, o nosso Mar, para quando a Guarda Costeira?
Tanta coisa por fazer...