quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Só os brancos são racistas

A falta de actualizações frequentes no blogue tem destas coisas. Descobri agora mesmo que ainda não escrevi uma única linha acerca do cartoon polémico, publicado nos EUA.

Além de remeter para este texto (que subscrevo inteiramente), há outros pontos que têm de ser focados.

Em primeiro lugar, esta forma moderna e encapotada de censura só existiu porque Obama é preto. E nós, brancos, somos racistas quando censuramos actos que, eventualmente, possam gozar com um preto. Isto porque pressupomos que os pretos, por serem coitadinhos, não podem ser gozados ou comparados com qualquer outra figura, em circunstâncias que não os discriminam pela cor da sua pele. Em suma, os que censuram estes cartoons e estas comparações é que são os verdadeiros racistas. Porque, se fosse um cartoon que gozasse com um branco, não se veriam os grupos anti-racismo a pronunciar-se, já que estes guardam apenas as suas intervenções para defenderem as outras raças, que, por esse facto, são automaticamente alvo de discriminação.

O outro ponto que gostaria de focar já não é racial, mas sim político. Será que Obama não pode ser gozado e criticado? Será que o seu messianismo atingiu tal ponto que qualquer um que goze com ele ou o critique leva imediatamente com o carimbo de racista, existindo uma censura prévia a qualquer tentativa de brincar com Barack Obama?

Pelos vistos, sim. A questão racial, que não foi usada com grande vigor por Obama na sua campanha, é agora utilizada para tornar Obama imune à crítica, impedindo mesmo que haja crítica, já que isso seria considerado racismo.

Gostava também de saber o que dizem estes partidários anti-racismo quando gozavam com Bush. Alguém os viu nas ruas quando Chávez disse que Bush era um ianque de merda? Alguém os viu em grandes manifestações quando Bush era comparado com todo e qualquer animal existente? Ou então, e fugindo um pouco ao tema, alguém os viu nas ruas em defesa dos brancos que eram expoliados de todos os seus bens no Zimbabwe, apenas e só por serem brancos?

Não. E porquê? Porque, pelos vistos, só os pretos podem ser alvo de racismo e discriminação.

É triste que assim seja.

1 comentário:

Maria João Marques disse...

Era uma coisa de que já se desconfiava, porque precisamente a eleição de Obama representou o sufrágio da agenda politicamente correcta na América, e que não foi uma das coisas menores para eu estar a torcer por McCain. Obama era apoiado e apoiava toda e qq organização de defesa do politicamente correcto, dos ursinhos polares, passando pela poesia esquimó até a certos ímpetos anti-americanos da gente "bem pensante". Um grande perigo para a liberdade de expressão.